O JMC

O Instituto “José Manuel da Conceição” (JMC), que funcionou em Jandira, SP, de 1928 a 1970, foi inexplicavelmente fechado em 1970 pela Igreja Presbiteriana do Brasil (IPB), que agia como sua mantenedora.

Essa lamentável decisão de fechar o Instituto JMC, nunca esclarecida satisfatoriamente, é até hoje motivo da mais profunda consternação por parte de seus ex-alunos, ex-professores, e ex-funcionários.

Nos seus quarenta e dois anos de vida, o JMC marcou a vida de seus alunos e funcionários e de seus familiares. Por ali passaram cerca de 2.520 jovens, homens e mulheres. Ali ensinaram professores dedicados e competentes – talvez uma centena delAbre a Exposição do Instituto JMC no Museu Presbiteriano de Campinases. E profissionais não-docentes ali prestaram serviços de natureza variada. O JMC marcou a vida de todos eles.

Eu (Eduardo Chaves), responsável por este blog, fui aluno lá, de 1961 a 1963. Meu pai, Rev. Oscar Chaves, também foi, por quase o dobro do tempo que eu fui: ele estudou lá de 1934 a 1938.

É por isso que eu e muitos colegas nos recusamos a deixar que seja feito um obituário do Instituto JMC, mas, na nobre tradição protestante, o ressuscitamos na “palavra viva” (viva vox!) de um evangelho (uma notícia que traz felicidade) que traduz nossas memórias, na tradição oral, passada de pai para filho, de filho para neto, para sobrinhos, sobrinhos-netos, amigos… Mantemos viva a memória de uma excelente escola para que possamos  manter acesa a esperança de que a educação possa ressuscitar neste país, mesmo que seja “com um novo corpo, espiritual”, em que ela dispense escolas, porque permeia, ubiquamente, todas as interações da sociedade.

figueiraO JMC não oferecia aos seus alunos apenas a oportunidade de uma vida de escola (com aulas, trabalhos, provas, exames): ele fazia jornada dupla e era também uma escola de vida para todos os que passaram por lá. É por isso que seu espírito pode perpetuar-se mesmo numa “sociedade sem escolas”, para usar o título do magnífico livro de Ivan Illich.

O JMC ajudava as pessoas a se desenvolver não só no plano intelectual, mas também no plano social, emocional, afetivo, moral, espiritual, físico (através do desporto), da ação humana em geral. O JMC criava, entre seus alunos, funcionários e professores, uma verdade comunidade (koinonia) — que dura até hoje! Os manuelinos se sentem todos verdadeiramente irmãos! Em que escola hoje os alunos conseguem se desenvolver intelectual, social, emocional, afetiva, moral, espiritual, e fisicamente e ainda aprender a importância de agir de forma planejada e racional para alcançar os objetivos ditados pelo seu projeto de vida?

É por tudo isso, e muito mais, que quem foi aluno, professor e funcionário do JMC dificilmente deixa de se lembrar daquele tempo com muito carinho e grande nostalgia. Não existe mais uma educação como a que se fazia naquela escola… O JMC era uma escola inovadora muito antes de inovação virar moda (também no discurso educacional, embora raramente na prática pedagógica escolar). 

Abre a Exposição do Instituto JMC no Museu Presbiteriano de Campinas

A Associação Alumni/Alumnae do “Instituto José Manuel da Conceição”, criada em 1992,  existe para perpetuar a memória da excelente educação que aquela escola nos propiciou e para tentar fazer com que, quem sabe, se viabilize a sua “segunda vinda” — ainda que num corpo diferente, espiritualizado… 

Criei originalmente um site para a Associação, no endereço http://jmc.org.br. Isso foi, se bem me lembro, em 1992, já lá vão 27 anos (reviso esta apresentação em 2019). Seu objetivo era ajudar a Associação a preservar a memória daquela que foi uma instituição marcante em suas vidas e que continua a ocupar um lugar importante no seu coração. 

Mas não consegui manter o site original atualizado, por causa das mudanças tecnológicas constantes e de inúmeros outros compromissos. Este blog é uma tentativa de atualizar as memórias, sem precisar mexer na estrutura mais complexa de um site completo. Coloquei minha mulher, Paloma Chaves, como co-proprietária do blog, para que ela possa, quem sabe, um dia dar continuidade a ele, quando os ex-alunos da escola tiverem se ido todos. Afinal de contas, neste ano (2019) já faz quarenta e nove anos que o último aluno a sair do JMC lhe fechou as portas e, por assim dizer, apagou-lhe a luz física.

Vou deixar esta página de apresentação fixa. Olhem no menu lateral para ver os posts mais recentes, os comentários, os arquivos de posts de meses anteriores.

Hoje, 22 de Setembro de 2019, Domingo, revi este site inteiro. E fiquei impressionado com o número de comentários que existem aos posts deste blog. Ao todo, há 113 comentários até hoje (22.09.2019). Só o artigo de apresentação, que aparece fixo quando se entra no blog (“O  JMC”), tem nada menos do que 40 comentários Assim, quem entra aqui às vezes lê apenas este artigo de abertura e um ou dois artigos mais e não se beneficia com a leitura dos comentários que são feitos diretamente após a transcrição de cada artigo. Aproveitem, tirem um dia para ler esses valiosos depoimentos. Eles são preciosos. Talvez encontrem ali alguém que um dia foi seu BFF – Best Friend Forever (Melhor Amigo Para Sempre). Ou o/a seu/sua namorado/namorada naquela época…

O endereço oficial deste Blog, que se chama “O Instituto JMC”, é:

https://jmc.org.br

Para ler as postagens do Blog, começando com as mais recentes, clique no lado direito desta página, em um dos ítens que estão abaixo do rótulo “POSTAGENS RECENTES”. Para ver todas as mensagens de um determinado assunto, clique no lado direito desta página no rótulo “CATEGORIAS” e selecione um assunto. Para ver todas as postagens introduzidas em terminado mês, clique no lado direito desta página no rótulo “ARQUIVOS” e selecione um mês.

Também mantenho uma Página no Facebook, em memória ao Instituto JMC, com o título “Instituto José Manuel da Conceição”, no seguinte endereço:

https://www.facebook.com/institutojmc/

Não deixem de visita-la. É uma página bem interativa que contém comentários, interações, fotos, choradeira… Nela você encontra, por exemplo, todas as 799 fotografias oficiais do Encontro de 2018, e muitas outras. 

Mantenho ainda um Grupo de Discussão no Facebook, onde os colegas podem bater papo, com o título “Instituto JMC”, no seguinte endereço:

https://www.facebook.com/groups/institutojmc/

Mantenho por fim, uma Página de Fotografias no Instagram, com inúmeras fotografias dos colegas, velhas e recentes, onde você pode curtir e comentar as fotos, identificar quem aparece nelas, etc. Essa página, que tem o título de “Instituto JMC”, está no seguinte endereço:

https://instagram.com/institutojmc/

Tenho também uma Lista de Distribuição de Mensagens, em que, se você mandar uma mensagem para a lista, todos os seus mais de cem membros recebem imediatamente. Você pode enviar até mesmo fotografias e outros anexos junto de sua mensagem. A Lista de Distribuição de Mensagens se chama “Manuelinos”, e o seu endereço é:

manuelinos@jmc-online.com

Para evitar abusos na lista, você precisa se tornar um membro dela. Envie-me uma mensagem para

ec@jmc.org.br 

para que eu cadastre o seu nome na lista. 

Criei também um site, chamado “JMC-Website”, onde todas as mensagens anteriores da Lista de Distribuição de Mensagens podem ser consultadas. Está neste endereço:

https://jmc.website

Por fim, procurei reconstituir o site antigo do JMC, embora não tenha sido possível fazê-lo de forma completa. Ele pode ser visitado no endereço:

http://jmc-online.com

Esclareço que o domínio “jmc.org.br”, lá nos idos dos anos 1990, foi registrado por mim, em nome da Associação dos Ex-Alunos e Ex-Alunas, no Registro.BR, órgão responsável no Brasil por esses registros. Venho renovando esse domínio (e os outros) anualmente, como minha contribuição pessoal (além do trabalho de manter todos esses Mecanismos de Comunicação e Interação), em gratidão por tudo o que o JMC fez por mim.

Outros colegas também têm seus próprios Grupos de Discussão no Facebook.

A colega Oracy Nunes de Oliveira Bertola, de Dias Lopes da Laguna, MS, tem o grupo “Manuelinos – JMC”, no endereço:

https://www.facebook.com/groups/1652025448350677/

A colega Raquel Paschoal Demétrio, de Indaiatuba, SP, tem o grupo “JMC”, no seguinte endereço:

https://www.facebook.com/groups/257821457590251/

De última hora: Aqui está o material que o Emílio Eigenheer mencionou em sua belíssima Palestra de 21.09.2019, no Encontro de 2019 dos Manuelinos, e que ele generosamente autorizou que fosse disponibilizado aos colegas:

1 – Caderno do JMC 1

2 – Caderno do JMC 2

3 – Catálogo de Documentos e Fotografias

4 – Rev José Manuel da Conceição – Sermão e Biografia

5 – Rol de Alunos

6 – Imagens Cotidianas

Por fim, esclareço que não se deve confundir o Instituto “José Manuel da Conceição” com o Seminário “José Manuel da Conceição”, da Igreja Presbiteriana do Brasil, que é uma instituição bem posterior. Sempre achei que a IPB deveria ter dado um outro nome ao seu mais recente Seminário, para não confundir as pessoas, já que ela mesma já havia sido mantenedora de outra instituição com esse nome. Mas eu e a IPB nunca nos entendemos… Felizmente, registrei o domínio jmc.org.br antes dela.

Faça  bom uso deste site e dos outros mecanismos de comunicação e interação listados e compartilhe-os com os colegas Manuelinos.

IMG_7010

Eduardo Chaves
ec@jmc.org.br
eduardo.chaves@jmc.org.br
instituto@jmc.org.br

Em São Paulo, 9 de Outubro de 2010
Atualizado em Salto, 6 de Novembro de 2015
Atualizado novamente em Salto, 20 e 24 de Julho de 2016
Atualizado novamente em Campinas, 20 a 22 de Setembro de 2019